Atenção:
Alguns dos textos e imagens utilizados neste blog foram coletados na internet ou adquiridos através de amigos.

Se alguém souber "o autor", favor me informar para que eu possa dar-lhe os devidos créditos.

Para Refletir:

" Se pudéssemos ter consciência do quanto a nossa vida é passageira, talvez pensássemos duas vezes antes de jogar fora as oportunidades que temos de ser e de fazer os outros felizes !!! "

domingo, 8 de novembro de 2009

Tributo à Padre Leonardus


Leonardus Maria Petrus Jetten nasceu na paróquia de São José
em Utrecht - Holanda, aos 28 de Dezembro de 1929,
data festiva onde comemora-se o dia dos SS Inocentes.
Filho de pais trabalhadores, seu pai, Willem Jan Humbertus Jetten,
era funcionário da linha do trem; sua mãe, Nathalia Sophia Louisa
Jetten-Beijaert, era professora da Escola primária.
Nessa família de origem católica,
desde cedo manifestou o seu interesse pela Missões,
disciplina obrigatória nas Escolas Católicas de sua época.
Antes de entrar no Seminário viveu os horrores
da Segunda Grande Guerra.
Foi dispensado por 3 vezes do seminário. Apaixonado pelas Missões,
parte para a Terra das Missões - Brasil, chegando em belém do Pará
aos 09 de Novembro de 1955. Fez os estudos de Teologia Maior
no Seminário de Capuan-Caucaia - Ceará.
Aos 03 de Janeiro de 1962 é ordenado Padre
por Dom (Bisschop) Jan Bluyssen em Nijmegen-Holanda,
e volta para o Brasil, sua "Terra Amada".
Em 18 de Janeiro de 1968 se estabelece em Iracema, Ceará,
diocese de Limoeiro do Norte
(no episcopado de Dom José Frei Falcão),
onde permaneceu até o dia de sua morte,
aos 06 de Setembro de 2003.
... Foram 35 anos de amor e doação!
Amigo, fiel, humano até o ponto de se prejudicar pelo bem do outro,
que não era outro, era seu irmão.
Justo, valente e, por muitas vezes, até agresivo na defesa daquilo
que acreditava ser correto.
Exemplo de vida e de trabalho!
Contribuiu de maneira significativa para o crescimento
do nosso povo, tanto pelo lado material e social,
quanto pelo moral, ético e religioso.

6 comentários:

  1. Uma das pessoas mais brilhantes que eu tive
    o prazer de conhecer e conviver...

    ResponderExcluir
  2. Este realmente faz parte da História de Iracema e merece ser homenageado.

    ResponderExcluir
  3. Gostei muitos dos textos...É bom saber que temos uma pessoa como você, Jakson que valoriza a história de nossa cidade, para continuar viva.
    Um abraço

    ResponderExcluir
  4. Exemplo de vida e de trabalho!
    Homem justo, honesto, direito, amigo e acima de tudo ético.

    ResponderExcluir
  5. José Sandoval barbosa10 de maio de 2013 14:23

    Eu o conheci entre os anos de 1964 a 1967 pois fui seminarista do Seminário Sacramentino de Capuan-Caucais no qual o Padre Léo(como nos o chamavamos) era professor. Posso confirmar tudo que foi dito dele nesses comentários.

    ResponderExcluir
  6. Padre Léo, pessoa muito admirada e muito querida por todos os seminaristas de Capuan-Caucaia-CE, pessoa de honrosa lembrança e de saudosa memória; Era professor de Matemática, grande incentivador dos estudos e se preocupava com cada aluno como se fosse um filho seu(cuidados de pai); Ele costumava me chamar de URUBU DO MAR, em referência a meu nome que época era grafado como VALKMAR e ele dizia que em holandês lembrava "urubu do mar"; Desde que o seminário fechou em 1967, eu sempre tive vontade de reencontrá-lo mas nunca soube do paradeiro dele e por isto fiquei só na saudade e também não sabia da morte dele.

    ResponderExcluir

Contador de Visitas